Lançamos nossa Loja Online!

05 de julho de 2021 a 05 de julho de 2021
abertura 05 de julho de 2021

>Confira SP Arte Viewing Room 2021

09 de junho de 2021 a 13 de junho de 2021
abertura 09 de junho de 2021

Confira a seleção Obras de Artistas Mulheres

05 de maio de 2021 a 12 de junho de 2021
abertura 05 de maio de 2021

>VEJA MAIS Coleção Arte Têxtil

29 de março de 2021 a 29 de abril de 2021
abertura 29 de março de 2021

>Saiba mais sobre Exposição de Acervo

01 de fevereiro de 2021 a 31 de março de 2021
abertura 01 de fevereiro de 2021 -

Lançamos nossa Loja Online!

Temos novidade! Anunciamos a nova loja online da Galeria b_arco que, como muitas outras no Brasil, busca atender à demanda pela compra virtual de obras de arte.

A loja online funcionará com a transparência e proximidade que a Galeria sempre teve em suas vendas, oferecendo um ambiente virtual simples para o público que deseja adquirir as obras de forma mais autônoma. A loja inaugura hoje, dia 05 de julho, com uma seleção de obras dos catálogos "Artes Têxteis" e "Artistas Mulheres", e promete estar sempre atualizada com trabalhos em formatos e preços acessíveis para as compras online. 

Confira no menu do cabeçalho, ou clique aqui para acessar!
 

Acervo em exposição! 

Pequenos, médios e grandes formatos com obras dos artistas Adriana Rocha, Alexandre Ignácio Alves, Aline Moreno, Anna Ruth dos Santos, Antonio Kuschnir, Armando Queiroz, Biel Carpenter, Danilo Oliveira, Deborah Paiva, Elaine Arruda, Fernando Burjato, Hugo Houayek, Michele Milan, Mônica Rubinho, Paulo D'Alessandro, Raquel Nava, Renata Laguardia, Reynaldo Candia, Rogério Barbosa, Rosa Hollmann e Ulysses Bôscolo.

Estamos abertos para visitação terças e quintas, das 11:00 às 17:00, com agendamento prévio. O uso de máscara é obrigatório!

Clique aqui para agendar sua visita!

 

No Medium da Galeria b_arco, nosso curador e diretor Renato De Cara, propôs uma reflexão sobre os usos da bandeira brasileira!

"Entre contemporâneos com suas obras que pensaram revoluções éticas e
estéticas elencamos alguns artistas que andam hasteando outros símbolos
para o país. Aliados ao repertório musical, alguns deles também se apropriaram de versos para reconfigurar tal símbolo. O verde virou branco, a ordem se desfez, o progresso estancou e as estrelas se perderam no céu."

Artistas como Reynaldo Candia, Bruno Baptistelli, Chris Bierrenbach, Carlos Vergara, Cildo Meireles, o coletivo #TupinambaLambido, Raul Mourão e Leandro Vieira, entre outros, tem seus trabalhos que partem da bandeira nacional inseridos nesta reflexão sobre símbolos, ordem, desordem e a relação da arte com o Estado Nacional.

Confira o texto completo no Medium